consultoria.jpg

Notícias do Mercado

g1 > Economia

g1 > Economia
  • É possível encontrar o combustível acima de R$ 7 em seis estados: Acre, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Piauí. Preço dos combustíveis em Natal Inter TV Cabugi O preço médio da gasolina nos postos do país subiu 0,6% esta semana, chegando a R$ 6,36 o litro, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O valor máximo foi de R$ 7,46. É possível encontrar o litro gasolina acima de R$ 7 em seis estados: Acre (R$ 7,13), Ceará (R$ 7,10), Mato Grosso (R$ 7,04), Minas Gerais (R$ 7,09), Rio Grande do Sul (R$ 7,46), Rio de Janeiro (R$ 7,39) e Piauí (R$ 7,15). A escalada de preços...

  • Valle foi escolhido por Esteves Colnago, anunciado nesta sexta como novo secretário do Tesouro e Orçamento. Paulo Valle vai assumir a Secretaria do Tesouro Nacional O economista Paulo Valle será o novo secretário do Tesouro Nacional, informou nesta sexta-feira (22) o Ministério da Economia. Valle foi escolhido por Esteves Colnago, anunciado nesta sexta como novo secretário do Tesouro e Orçamento. O anúncio foi feito pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, após uma visita presidencial ao Ministério da Economia. Valle substitui Jeferson Bittencourt e Colnago entra no lugar de Bruno Funchal. Paulo Valle tem uma longa carreira no serviço público. Ele foi subsecretário de Previdência Complementar na extinta Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e subsecretário da dívida...

  • Documento feito a pedido do Ministério de Minas e Energia diz que redução no consumo à noite é anulada por alta em outros períodos. Governo diz que não retomará mudança nos relógios. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou nesta sexta-feira (22) que não identificou benefícios relevantes em um eventual retorno do horário de verão. O mecanismo de adiantar uma hora nos relógios para aproveitar os dias mais longos foi extinto pelo próprio governo Bolsonaro em 2019. A conclusão faz parte de um estudo realizado pelo ONS a pedido do Ministério de Minas e Energia (MME). A pasta solicitou a avaliação de "eventuais benefícios da aplicação do horário de verão", diante da "atual conjuntura de escassez hídrica". Em nota divulgada...

  • Moeda brasileira tem sido bastante pressionada por causa das incertezas com as contas públicas diante das manobras do governo para furar o teto de gastos. Notas de dólar e real em casa de câmbio no Rio de Janeiro Reuters O real é a quarta moeda que mais perdeu valor em relação ao dólar no mês de outubro, mostra um levantamento realizado pelo economista Alex Agostini, da Austin Rating. O ranking usa a cotação do dólar PTax (taxa calculada pelo Banco Central) e leva em consideração a variação de 120 moedas até esta sexta-feira (22). LEIA TAMBÉM: 'Licença' para furar teto por Auxílio Brasil faz dólar subir forte e bolsa cair; entenda Guedes confirma auxílio de R$ 400 até 2022 e diz que estuda...

  • Ministro da Economia se pronunciou depois de reconhecer o 'furo' no teto de gastos que desencadeou uma crise no mercado financeiro, causando uma disparada do dólar e queda na bolsa de valores. Paulo Guedes fala ao lado de Bolsonaro no Ministério da Economia REUTERS/Ueslei Marcelino O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, fizeram um pronunciamento à imprensa nesta sexta-feira (22) em meio ao avanço da proposta do governo de alterar a regra do teto de gastos públicos para gastar mais com o programa social Auxílio Brasil. O "furo" no teto de gastos desencadeou uma crise no mercado financeiro, causando uma disparada do dólar e queda na bolsa de valores. A desorganização foi intensificada depois que...

  • Ministro da Economia concedeu entrevista ao lado do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta, após debandada de secretários e planos de furar o teto de gastos para irrigar Auxílio Brasil. Guedes, sobre rumores de saída da pasta: ‘Confio no presidente e confio na Democracia’ O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (22) que não pediu demissão do cargo em nenhum momento nos últimos dias. Ele também negou que o presidente Jair Bolsonaro tenha "insinuado" sua saída do cargo. "Eu não pedi demissão, em nenhum momento eu pedi demissão. Em nenhum momento o presidente insinuou qualquer coisa semelhante. Quando eu me referi ao André Esteves, é porque eu soube que enquanto eu estava lá fora teve uma movimentação política aqui", disse...

  • Ex-ministro do Planejamento do governo Michel Temer substituirá Bruno Funchal, que pediu demissão junto com outros três secretários do Ministério da Economia. o ex-ministro do Planejamento, Esteves Colnago Divulgação O ministro Paulo Guedes anunciou nesta sexta-feira (22) o ex-ministro do Planejamento Esteves Colnago como novo secretário especial de Tesouro e Orçamento, em substituição a Bruno Funchal, que pediu demissão. Segundo havia informado o blog de Ana Flor, Colnago já havia aceitado o convite (vídeo abaixo). Ana Flor: Esteves Colnago assume secretaria do Tesouro e Orçamento Ao anunciar o novo secretário, Guedes se confundiu e afirmou que "André Esteves" [empresário do banco BTG Pactual] iria assumir o Tesouro. Depois, ao tentar se corrigir, falou "André Colnago" para enfim dizer "Esteves Colnago". "Estou nomeando alguém...

  • Ministro deu entrevista ao lado do presidente Jair Bolsonaro e disse que não deixará governo. Ele afirmou que mudanças no teto de gastos não vão abalar fundamentos fiscais da economia. Ao lado de Bolsonaro, Guedes confirma que governo vai desrespeitar teto de gastos para viabilizar Auxílio Brasil O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em entrevista coletiva nesta sexta-feira (22) preferir "um ajuste fiscal menos intenso" e um "abraço social um pouco mais longo". Paulo Guedes deu a entrevista no Ministério da Economia ao lado do presidente Jair Bolsonaro. O presidente foi visitar o ministro devido às tensões causadas pela demissão de quatro secretários da pasta e pelas informações de que o próprio ministro poderia sair, o que ele negou. Bolsonaro...

  • Secretários pediram demissão nesta quinta-feira (21). Ministro da Economia afirmou que "jovens" eram os "negociadores" do Auxílio Brasil e queriam que benefício fosse de R$ 300, para caber no teto de gastos. Em nova debandada, secretários do Tesouro e Orçamento de Guedes pedem demissão O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (22) que a saída dos secretários da pasta em meio a discussão do teto de gastos foi "natural", pois eles eram os "negociadores" da proposta do Auxílio Brasil. Guedes fez a afirmação um dia após quatro secretários pedirem demissão alegando motivos pessoais. A declaração foi dada após uma visita presidencial ao Ministério da Economia, em meio ao avanço da proposta do governo de alterar a regra do teto...

  • Segundo ministro, ala econômica defendia Auxílio Brasil de R$ 300; ala política, de até R$ 700; e Bolsonaro optou por R$ 400. Quatro secretários da Economia pediram demissão na quinta (21). O teto é um símbolo, mas não vamos deixar pessoas com fome, diz Guedes O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (22) que houve "barulho" e "falta de comunicação" nos últimos dias. Guedes deu a declaração em um pronunciamento no Ministério da Economia ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Nos últimos dias, a possibilidade levantada por Guedes de o programa Auxílio Brasil furar o teto de gastos provocou reações negativas no mercado financeiro. Além disso, nesta quinta (21), quatro secretários do ministério pediram demissão. "Qualquer notícia tem informação, sinal e tem...

  • Presidente visitou Ministério da Economia nesta sexta, após debandada de secretários e proposta de furar o teto para injetar mais recursos no Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família. Bolsonaro sobre Guedes: ‘Tenho confiança absoluta nele, ele entende as aflições que o governo passa’ O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (22) que tem "confiança absoluta" no ministro da Economia, Paulo Guedes, e acrescentou que seu governo não fará "nenhuma aventura" na economia. A declaração foi dada após uma visita presidencial ao Ministério da Economia, em meio ao avanço da proposta do governo de alterar a regra do teto de gastos públicos para gastar mais com o programa social Auxílio Brasil. Ocorre também um dia após quatro secretários de Guedes pedirem demissão,...

  • O ministro do Planaejamento, Esteves Colnago Hoana Gonçalves/MP O ex-ministro do Planejamento, Esteves Colnago, aceitou o convite para ser o novo secretário especial do Tesouro e Orçamento. Ele vai assumir a vaga que ficou aberta com a demissão do então secretário Bruno Funchal, nesta quinta-feira (21). Funchal e outros três secretários da Economia saíram do governo alegando motivos pessoais. A demissão deles coincide com os avanços do governo na estratégia de alterar o teto de gastos para aumentar o valor do benefício social Auxílio Brasil. Colnago foi ministro na gestão do ex-presidente Michel Temer. Ele é servidor de carreira e, atualmente, faz a articulação do Ministério da Economia com o Congresso Nacional. Há menos de um ano, Colnago...

  • Visita ocorre em meio à tensão gerada no mercado com a alteração do teto de gastos e as demissões de quatro secretários de Guedes. Governo tenta O presidente Jair Bolsonaro chegou por volta de 14h30 nesta sexta-feira (22) para uma visita ao ministro Paulo Guedes, no Ministério da Economia. O encontro ocorre em meio ao avanço da proposta do governo de alterar a regra do teto de gastos públicos para gastar mais com o programa social Auxílio Brasil. Ocorre também um dia após quatro secretários de Guedes pedirem demissão, alegando motivos pessoais. Na quinta-feira (21), a comissão da Câmara aprovou a proposta de emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que fixa um limite, a cada exercício financeiro, para...

  • Ajuda anunciada na quinta-feira (21) pelo presidente Jair Bolsonaro tem sido chamado de “esmola” por caminhoneiros. Bolsonaro diz que caminhoneiros receberão auxílio de R$ 400 O auxílio-diesel de R$ 400 prometido pelo presidente Jair Bolsonaro cobre só 13% do abastecimento completo de um caminhão – uma média de cerca de 80 litros para uma capacidade de 600 litros. É o que informa, em nota, o presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, o “Chorão”. Nos grupos de comunicação dos caminhoneiros, circulam outros depoimentos com conteúdo semelhante. Em um deles, um motorista de Cuiabá calcula que só os reajustes programados para ocorrer até 1º de novembro – data para a qual está programada uma paralisação da categoria –...

  • Onda de ajustes veio com a percepção de piora do cenário para as contas públicas – que impacta a inflação – após o governo pressionar por novos gastos para o novo Bolsa Família. Mais três grandes instituições financeiras revisaram para cima suas projeções para o aumento da Selic a ser promovido pelo Banco Central na próxima semana, agora com um acréscimo de pelo menos 125 pontos-base no radar após a forte rodada de piora no balanço de riscos à inflação depois da ameaça concreta de furo do teto de gastos. A onda de ajustes foi ditada pela percepção de piora do cenário para as contas públicas – que impacta a inflação – após o governo pressionar por uma aumento do...

Transportes nacional

Transportes nacional
Eficiência e segurança no transporte de Carga DTA-E/DTA-S através de sólidas parcerias. Agilidade e transparência no Transporte de Carga Nacional/Nacionalizada.Seja qual for a necessidade de sua Empresa...
Leia Mais...

Importação

Importação
A DM&M Comércio Exterior coloca à vossa disposição sua experiência no gerenciamento de quaisquer mercadorias importadas, desde a saída do exterior, entrada no território brasileiro, nacionalização...
Leia Mais...

Exportação

Exportação
- Emissão de R.E
- Emissão de S.D
- Classificação fiscal
- Emissão de Form "A"
- Gestão em logística aduaneira
- Emissão de Certificado de Origem
- Acompanhamento...
Leia Mais...

Estudo Logístico

Estudo Logístico
Consulte-nos para saber qual a melhor rota, onde consolidar/desconsolidar sua carga, qual o Melhor local para desembaraço, as melhores condições, etc.

Detalhes que fazem a diferença e tornam...
Leia Mais...

Consultoria técnica

Consultoria técnica
Experiência aliada à constante reciclagem e profissionais competentes, fazem da DM&M Comércio Exterior uma empresa comprometida com a satisfação total e a tranqüilidade de seus clientes.
Leia Mais...

Bagagens desacompanhada

Bagagens desacompanhada
Entrada

- Acompanhamento da chegada do navio
- Credenciamento do viajante no SISCOMEX/RECEITA
- Análise documental, incluindo relação dos bens, passaporte, vistos, comprovantes...
Leia Mais...

Agenciamento de Cargas

Agenciamento de Cargas
Contando com uma equipe conhecedora dos trâmites da área Aduaneira, podemos oferecer aos nossos clientes total confiabilidade na análise e confecçãode documentos paraliberação de carga, tanto na...
Leia Mais...

A Empresa

A Empresa A Empresa
Para os processos de Importação e Exportação, você precisa de um parceiro sério, confiável e acima de tudo profissional. Seu fundador com mais de 20 anos de experiência, a DM&M COMÉRCIO EXTERIOR...
Leia Mais...

Cotação do Dolar